A curiosa arte dos objetos decorativos

Impregnar-se de seu próprio ambiente, sentir, recolher o que ele nos oferece, transformar matérias-primas da natureza ou objetos que já tiveram vida é o núcleo da criatividade de Marcel Balart. É assim que ferramentas do campo e pedrinhas da praia se transformam em abajures e mosaicos, como as velhas barricas que cedem sua curvatura ainda intacta ao descanso de uma rede, na realidade urbana barcelonesa é a maquinaria industrial dos antigos galpões da periferia que oferece suas peças obsoletas que ganham um novo rumo para viver uma nova história, mas sem deixar de serem elas mesmas. As obras da Marcel não querem ser efêmeras: seu desafio consiste em perdurar, servir, ser novamente útil, em outro lugar, de outra forma. Um ato criativo poético no conceito e sólido em suas consequências. Um trabalho, iniciado há 15 anos em Ibiza e em contínua evolução de materiais, formas, paisagens, diversas peças de mobiliário únicas, originais, com memória e futuro, para que no presente o homem as aproveite, novamente, no prazer estético, travesso, físico que é o desafio real do objeto de design.

redecoart